Impressora 3D

Como preservar e armazenar corretamente filamentos de impressora 3D?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on skype
Share on telegram
Share on email

Normalmente, temos em casa impressoras jato de tinta ou a laser que imprimem no papel. Contudo, hoje em dia, existe as impressoras 3D, que estão muito em alta. Assim como nossas impressoras comuns, as impressoras 3D funcionam de maneira bem parecida.

As impressoras convencionais funcionam a partir de um software que vai fazer a ponte entre o computador e a impressora, mandando a informação daquilo o que será impresso para o equipamento.

As impressoras 3D também utilizam desse mecanismo para imprimir ou, no caso, tornar realidade os arquivos em 3D. Dentro dos softwares das impressões 3D, também temos recursos que podem modificar as características do objeto 3D que vai ser impresso.

Nestes softwares, podemos definir densidade do objeto, ou seja, se ele vai ser mais espeço ou mais fino. Bem como, definir as suas dimensões, tais, como, altura e largura, e o tipo de acabamento. Os acabamentos mais detalhados podem levar mais tempos para sua finalização, por mais que possam ser objetos pequenos.

Um simples grampo alimentício, que não é maior do que um dedo anelar, pode levar cerca de vinte e cinco minutos para ser concluído com um alto grau de acabamento, por exemplo.

Entretanto, para que a impressão 3D fique realmente boa, é necessário também ter cuidados com esse material. Principalmente com os filamentos das impressoras 3D. Isso porque a umidade pode danificar esse materiais e atrapalhar no resultado do seu trabalho.

Tipos de impressora 3D

No mundo das impressoras 3D, não temos só um tipo de impressora. Isso porque elas são bem variadas entre tipo de impressão, tamanho e funções. Nós estamos mais habituados as impressoras 3D que fazem impressões a partir de um filamento de plástico especial para impressão.

Entretanto, também temos impressoras mais avançadas, que se utilizam de uma resina líquida. Portanto, a partir dessa resina, é possível criar os objetos. Esse tipo de impressora costuma ser mais cara por conta da alta tecnologia e o custo da resina utilizada na impressão.

As impressoras 3D estão cada vez mais populares. Sendo assim, é importante saber de suas características para que você utilize ou compre uma impressora 3D que se enquadre no seu orçamento e no seu projeto.

Infelizmente, não existe uma impressora 3D coringa, que sirva para todos os projetos que existem. Algumas impressoras conseguem fazer coisas que outras não podem fazer. Como, por exemplo, fazer a extrusão de objetos sem precisar se preocupar com a posição em que ele está impresso.

As impressoras que se utilizam de resina têm esse ponto positivo. Já as impressoras 3D que se utilizam de filamentos para fazerem as extrusões, precisam criar dentro do projeto supores que serão removidos da peça posteriormente. Isso tudo para que a peça seja impressa de forma adequada.

Quais filamentos de impressora 3D utilizar?

Dentro do universo das impressoras 3D, temos as impressoras que se utilizam de filamentos de polímeros termoplásticos. Esse tipo de filamento, quando aquecido, gera uma substancia pastosa adequada para a modelagem.

Existem filamentos variados para criarem as extrusões. E cada tipo de filamento tem seus pontos positivos e negativos. Enquanto alguns tem mais facilidade de serem trabalhados, outros precisam de uma impressora 3D apropriada.

Assim como o tipo de material que são feitos os filamentos deve ser levado em consideração, também é necessário se atentar com o diâmetro do filamento a ser trabalhado. Isso porque algumas impressoras 3D não conseguem trabalhar com filamentos de diâmetro nem muita mais grosso e nem muito mais fino que o bico utilizado para a extrusão.

  • Filamento ABS

Os filamentos baseados em ABS (Acrilonitrila Butadieno Estireno) tem como seus principais composto o petróleo. Sendo assim, por conta da base química do filamento ser o petróleo, ele acaba por emitir um cheiro forte. Então, faz-se necessário usar impressoras mais fechadas.

Este tipo de filamento é ideal para quem vai fazer a extrusão de peças que vão sofrer impacto mecânico. Como também, que vão ser utilizadas com mais frequência ou que vão entrar em contato como outra peça que vai acabar de forçar de alguma forma a extrusão.

Esse filamento é um pouco mais resistente à umidade em filamentos de impressora 3D. Por causa do material que compõe esse tipo de filamento.

  • Filamento PLA

Ao contrário do filamento ABS, o filamento PLA tem mais versatilidade e não precisa de muitos cuidados. Isso porque esse tipo de filamento possui uma temperatura de extrusão é mais baixa. Assim, esse filamento acaba ficando sólida mais rápido do que o filamento ABS.

O filamento PLA (Ácido Poliático) pode ser utilizado também para materiais que vão entrar em contato com alimentos. Principalmente porque eles não contêm toxinas que pode, de alguma forma, contaminar os alimentos.

Quando nos referimos ao PLA, a sua absorção de umidade é um pouco maior. Então, a umidade em filamentos de impressora 3D, nesse caso, é mais arriscado e pode acontecer.

  • Filamento Flexível TPU

Enquanto os outros filamentos buscam durabilidade e rigidez, o filamento flexível, como seu próprio nome diz, é para trabalhas onde se procura flexibilidade na peça. Como, por exemplo, em vedações ou até mesmo capas de celulares.

Cuidados com os filamentos de impressora 3D

Os filamentos, apesar de serem feitos de materiais duráveis, precisam de cuidados e muita atenção para manter a sua vida útil. Principalmente para que eles não deem problema na hora de serem usados. Pois isso pode danificar a peça a ser impressa ou até mesmo a impressora.

Um dos principais cuidados com esse tipo de material, é com o local onde você armazena os equipamentos. Isso porque a umidade em filamentos de impressora 3D pode danificar de maneira considerável a impressora e a impressão.

A umidade em filamentos de impressora 3D pode causar entupimento da extrusora. Nesses casos, as bolhas de ar geradas pela extrusora, ao aquecer os filamentos úmidos, pode gerar pequenas explosões geradas pelo calor que entra em contato a umidade.

Soluções para a umidade em filamentos de impressora 3D

A umidade em filamentos de impressoras 3D pode ser evitada com o simples produto: a Sílica Gel Bodout. Algumas empresas vendem seus filamentos com plásticos reutilizáveis especiais para evitar o surgimento de umidade em filamentos de impressora 3D. Entretanto, mesmo assim, é necessário guardar em local arejado e protegido da umidade.

Nesse contexto, com a Sílica Gel Bodout, você pode guardar seus filamentos nos plásticos especiais ou em caixas plásticas de vedação mecânica junto com sachês de sílica gel. Assim, eles vão impedir a criação de umidade nos seus filamentos.

Cadastre seus contatos e receba dicas e promoções

Iniciar chat
Precisa de ajuda?
Olá, podemos te ajuda?