umidade e mofo

Umidade em casa: como surge e como evitar?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on skype
Share on telegram
Share on email

Com o inverno e épocas de precipitação, a umidade ataca nossas casas. Esse problema pode ser provocado por alguns motivos, como infiltrações externas, decorrentes principalmente das chuvas, ou então de vazamentos internos, provavelmente por canos rompidos ou furados. Em ambos os casos, é fundamental que, ao notar a umidade, providências sejam tomadas rapidamente já que ela pode se agravar e comprometer a estrutura da casa.

Como surge a umidade? 

Umidade por intemperismo: ocorre quando a água da chuva penetra pela fachada ou pela cobertura. 

Para evitar o problema, a execução da fachada deve utilizar blocos de baixo potencial de movimentação interna, evitando o surgimento de fissuras. Além disso, projetar beirais, ressaltos, molduras e outros detalhes arquitetônicos impede a formação da lâmina de água contínua na fachada.

Na cobertura, telhados e calhas devem proteger a fachada contra a chuva. No caso de edifícios, é recomendado providenciar uma impermeabilização eficiente.

Umidade por condensação: fenômeno ligado à geração de vapor nos ambientes internos, principalmente em cozinhas e banheiros. Acontece quando a condição de umidade e temperatura atmosférica permite que a água se condense sobre a superfície de paredes. Está associado a uma ventilação inadequada desses ambientes, seja por deficiência na dimensão e aberturas de esquadrias ou pelo uso inadequado desses componentes

Umidade por capilaridade: problema gerado quando a parede está inadequadamente ligada com as vigas de fundação (baldrame), estabelecendo contato com o solo. Se essas paredes tiverem uma parte enterrada, em contato com o solo úmido, está criado o caminho para a entrada da umidade pela força capilar exercida pelos poros que naturalmente existem nos componentes que constituem a alvenaria.

O problema pode ser evitado isolando e afastando a parede do solo úmido durante a sua execução. Isso pode ser feito com a colocação de drenos, como brita ou geotêxtil. 

Umidade por infiltração: acontece quando a umidade atinge diretamente a parede, sendo muito comum em ambientes enterrados — subsolos em geral — projetados sem prevenção ao lençol freático do lado de fora.

A única maneira de fugir da infiltração é por meio de corretas especificação e execução do sistema de impermeabilização, que varia de acordo com a situação. 

 

Como evitar a umidade? 

Abra portas e janelas: a circulação de ar é o principal remédio contra umidade. Deixe as portas e janelas abertas para que o ar circule e se renove dentro de casa. O mesmo vale para os móveis, especialmente guarda-roupas, deixe-os abertos de tempos em tempos para ventilar.

Nos meses de inverno, em que o ar é mais frio, deixe a casa respirar ao menos no período da manhã e no verão use e abuse do sol e do ar mais quente para que a umidade saia de vez do interior da casa.

Desencoste os móveis da parede: nunca deixe os móveis rentes com a parede. O ideal é manter uma distância mínima de cinco centímetros para que o ar possa circular entre o móvel e a parede. Mesmo assim, de vez em quando, confira se a parede está úmida. Caso note um pouco de umidade, desencoste ainda mais o móvel.

Use materiais que absorvam umidade: espalhe pelos cômodos mais úmidos, ou seja, banheiro e cozinha, materiais que absorvam umidade. Os mais indicados são pedaços de carvão e de gesso. Eles sugam a água condensada no ambiente, impedindo que ela se precipite nas paredes. Nesse ponto, o sachê de Bodout pode ajudar! Confira como usar: https://bodout.com.br/como-usar/

Diferença de bolor e mofo

Com essa questão da umidade nas paredes, outro problema surge junto: bolor e mofo. Diferente do que a maioria pensa, o mofo e o bolor não são exatamente a mesma coisa. Os dois são causados por fungos, mas enquanto o bolor apenas infecta os objetos, o mofo corrói o material afetado.

O primeiro, em relevo, fica em tonalidade acinzentada e pode ser facilmente removido com pano úmido. Já o segundo deixa pontos pretos mais difíceis de serem retirados, principalmente em objetos fibrosos e tecidos. Confira um vídeo do canal “Casa de Verdade” que lista algumas medidas para evitar o mofo nas paredes: https://www.youtube.com/watch?v=7RQTwoErtZc

Nós temos aqui no blog da Bodout um texto sobre o mofo em geral e como evitá-lo: https://bodout.com.br/mofo-descricao-e-como-evitar/

 

Cadastre seus contatos e receba dicas e promoções